Título: O Ano em que te Conheci

Título Original: The Year I Met You

Autora: Cecelia Ahern

Editora: Novo Conceito

Ano: 2016

Número de Páginas: 336

Sinopse: Bem-vindos ao mundo imperfeito de Jasmine e Matt.
Vizinhos, eles não tem o menor interesse em tornarem-se amigos e nunca haviam se falado antes. Estavam sempre ocupados demais com suas carreiras para manter qualquer tipo de contato.
Jasmine, mesmo sem nunca tê-lo encontrado, tem motivos para não suportar Matt.
Ambos estão em uma licença forçada do trabalho e sofrendo com seus dramas familiares. Eles precisam de ajuda. 
Na véspera de Ano-Novo, os olhares de Jasmine e Matt se encontram de forma inusitada pela primeira vez. Eles tem muito tempo livre e precisam rever seus conceitos para poder seguir em frente.
Conforme as estações do ano passam, uma amizade improvável lentamente começa a florescer.
Uma história dramática, original e divertida como só Cecelia Ahern é capaz de escrever.


Classificação:





Olá, queridos leitores! Recebi o livro O Ano que Te Conheci como cortesia da editora Novo Conceito (Obrigada ♥). Primeiramente, Uaauu que gráfica foi essa capa? Eu me apaixonei por ela♥. Sabe aquela sensação de felicidade no entardecer? Quando estamos na nossa casa, observando o céu da varanda? Então, como podem ver, eu realmente amei essa capa.

A autora Cecelia Ahern é muito conhecida no mundo literário, principalmente depois do livro Simplesmente Acontece. Apesar de ter lidos todos os livros da autora já publicados no Brasil, sempre tenho a sensação de que falta algo para, realmente, me prender na história (a única exceção foi com o livro Simplesmente Acontece) . Com esse livro não foi diferente, demorei um pouco para realmente gostar da história. 

Acredito que um dos fatores de não ter me envolvido tanto na história foi porque o livro é contado como um diário, tem mais histórias do passado e narração de acontecimentos do que diálogos. Senti bastante falta disso, pois quando a estória tem diálogos se torna mais ativo e real (pelo menos, para mim). Contudo, foi gostoso de ver o desenrolar da estória e o amadurecimento dos personagens. O final salvou tudo, sem comentar da trolada que levei desse romance (risos).  

A estória via contar sobre a vida de Jasmine e Matt, duas pessoas que não sabiam o significado da palavra descansar. São vizinhos a anos em uma rua onde só tem aposentados fofos e nem ligavam de conhecê-los e, muito menos, de cuidar da própria casa ou família.

Jasmine perdeu o avó quando tia 5 anos e isso mudou a sua vida; foi quando percebeu que ninguém viveria para sempre. Então, ela tem um lema de vida de tipo "não se apegar a nada" e "não gastar o tempo em vão". Essa frases regem sua vida. Para ela só existe trabalho e sua irmã, por quem ela tem o amor mais lindo desse mundo♥. A irmã mais velha de Jasmine tem Síndrome Down, mas não vão pensando que ela é dependente, ela é muito esperta e se vira sozinha muitas vezes. 




Jasmine foi demitida do negócio que tinha com seu amigo - que, no caso, achei a maior sacanagem que o homem fez, mas ela precisava disso - e como ele sabe que Jasmine é valiosa e cobiçada pelas outras impressas concorrentes, fez com que ela assinasse um acordo que iria passar um ano sem trabalhar, embora ainda ganharia o salário. Ela se ver perdida com essa situação, afinal ela sempre estava em movimento, sempre tinha uma ideia para algum negócio. O que ela faria nesse ano de férias?

Matt trabalha na rádio ou quer dizer trabalhava? Ele a um tempo vem se perdendo de si, se tornou um alcoólatra e a sua família não sabe mais o que fazer. No programa de Ano Novo, ele fez algo que não foi visto com bons olhos e acabou sendo suspenso do programa por 6 meses e, para completar, no mesmo dia o seu filho postou um vídeo no Youtube falando mal dele e, quando chegou em casa, descobriu que a sua esposa e filhos tinham ido embora.

Se antes ele já bebia e fazia "showzinho" toda madrugada, depois de se suspenso e abandonado pela família a coisa ficou pior (devo confessar que o seu humor negro me conquistou).  

Matt e Jasmine sofrem bastante com o afastamento do trabalho, pois para eles trabalhar era como esquecer dos problemas reais e manter a mente ocupada. Quem os ajuda é o vizinho, Dr. J., um fofo aposentado que tem muitos anos de experiencia para ajudar esses "jovens". Apesar de grandes turbulências e grandes verdades ditas um na cara do outro, eles se tornam amigos.

O bom é que o jeito errado e imperfeito de cada um ajudou o outro, passaram por seus ódios e problemas e foi surgindo um apoio mútuo. Com o passar das estações, podemos ver o amadurecimento e evolução que cada personagem passa. Cada um, a seu modo, arranjou algo para o que lutar e vencer essa fase.




Na história foram aparecendo alguns personagens que apesar de aparecerem pouco se tornaram essenciais para a edificação da história. Se eu leria novamente esse romance? Sim. Esse livro só afirmou o meu lema " Não há um mal que não traga um bem".

Quote:

"Se a primavera é esperança, o verão é orgulho, o outono é modesto, e o inverno é resiliente."

"Milagres só crescem onde você os planta."





4 Comentários

  1. Esse livro é maravilhoso, estou apaixonada.
    Já vi algumas resenhas e a história é linda.
    Além disso, eu amei a capa e a premissa.
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
  2. Oi. Eu gostei muito de Simplesmente Acontece da autora e quero muito ler esse livro dela. Adoro quando os personagens são ácidos mas acabam se conhecendo melhor e encantando um ao outro. Super anotado!
    Beijo, Visite o Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Realmente essa capa é maravilhosa. Quando recebi cortesia da editora, eu não parava de olhar! haha E tenho que concordar que se houvesse mais diálogos, talvez eu gostasse mais do livro. Certos momentos eu achei a leitura muito cansativa.

    Beijos. | * Blog PS Amo Leitura *

    ResponderExcluir
  4. Eu li Simplesmente Acontece e acho que por a historia ser em carta/e-mail a autora não conseguiu me prender a historia. Se esse livro é mais ou menos assim e não tem dialogo acho que infelizmente eu também não gostaria da leitura. As resenhas sobre ele estão sendo super positivas, mas não é o tipo de livro que me encanta.
    Beijos
    http://no-universo-dos-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir